Resenha Especial de Férias: À Caça de Harry Winston

Olá pessoal!
Infelizmente, não consegui terminar este post até o fim das férias, mas enfim...

Um dos livros que li nessas férias foi  "À caça de Harry Winston" da Lauren Heinsberg, mesma autora do best- seller "O Diabo veste Prada", que chegou até a virar filme.



Admito que só peguei o livro para ler porque vi uma menina lendo e fazendo cara de "OMG! Como isso foi acontecer com você fulana?", sim, sim, sou dessas. haha. Quando li a sinopse (abaixo), fiquei super animada ao ver que a história girava ao redor de três amigas: Emmy, Leigh e Adriana, uma brasileira expert na arte da conquista. Eu simplesmente adoro esses livros que parecem descrever a vida real, com fatos que são bem corriqueiros no nosso dia a dia. 

Sinopse:
Emmy estava a dois passos do casamento perfeito quando seu namorado a trocou pela personal trainer. Leigh é considerada o novo talento na editora onde trabalha, mas sua vida amorosa não anda tão bem quanto pensava. A brasileira Adriana odeia a palavra compromisso. Para ela, quanto mais homens melhor.
Essas três garotas muito diferentes são melhores amigas há uma década na melhor cidade do mundo -Nova York. Conforme se aproximam dos 30, olham para o futuro...Mas apesar de tudo o que conseguiram -viagens de primeira classe, promoções profissionais, convites para as melhores festas e luxos de todos os tipos-, elas não têm certeza se gostam do que veem.
Então, decidem fazer um grande pacto: mudar radicalmente suas vidas em um ano. Será que elas vão conseguir?



Ok, vamos colocar uma parte única aqui:

Eu amei o livro não só pelo fato de ter uma brasileira como uma das protagonistas, mas também pelo fato de que as personagens são realmente humanas, sabe? Não é um daqueles livros que contam histórias que se dizem inspirados na realidade e no dia a dia das pessoas, mas que na verdade é mais um conto de fadas em que tudo dá certo no final, a mocinha fica com o príncipe, todos são felizes para sempre e FIM.

Muito pelo contrário, a estória contada possui  vários altos e baixos, com uns momentos em que você fica "- Ai meu Deus, não acredito que isso vai acontecer!", "-Aaunt, ele a propôs em casamento. S2" e até mesmo uns "-Ah, você foi tola, vai sofrer sozinha!".

Conforme eu estou envelhecendo (e olha que ainda não tenho nem 20 anos!), estou me sentindo quase igual a essas meninas: envelhecendo, só levando a vida, mas sem saber exatamente o que está fazendo e o que vai fazer para o amanhã.  

O que eu estou querendo dizer aqui, é basicamente que devemos parar um pouquinho de vez em quando e refletir sobre como estamos levando a nossa vida, "É assim que eu gostaria de estar?". Acredito que seja muito importante fazermos isso uma vez ou outra, e assim como essas amigas, criar alguns desafios para sairmos da rotina e expandirmos nossos horizontes.




Bom, foi isso, espero muito que tenham gostado do post.



XOXO
Anelle Siqueira
Tecnologia do Blogger.